sábado, 13 de dezembro de 2008

O Sentido da Nossa Vida

Uma vez fizeram-me a seguinte pergunta:

O que é que existe na tua vida que lhe dê um verdadeiro sentido?

Pensei em algumas coisas…mas rapidamente me apercebi que todas elas eram completamente insignificantes.
A pergunta foi forte e imprevisível…abanou comigo…e não respondi.

Esta questão foi também feita a várias pessoas que estavam naquele encontro.
As respostas foram, na sua maioria, as óbvias…e que passo a citar (algumas delas):
- a minha família;
- o(s) meu(s) filho(s);
- estar casado(a) / ter namorado(a) (ninguém referiu o “amar” ou o “ser amado”);
- ter emprego estável (aqui também não foi referido o “gostar do meu trabalho”).

Perante estas respostas…
Não acham estes horizontes, apesar de também serem importantes, muito limitados?
Não acham que existem outras coisas que podem dar ainda mais sentido às nossas vidas?
Não estaremos a fazer muito pouco por nós, pelos outros e pelo mundo?
Tudo isto não será também reflexo da sociedade?
Seremos verdadeiramente felizes...apenas com isto!!!

Hoje, passado algum tempo depois daquela noite, ainda não tenho resposta para a mesma pergunta.


“Continuem a frequentar estas areias…”

6 comentários:

Thaís Fravoline disse...

Muito obrigada Pedro ! Fiquei muito feliz ao ler seu comentario no meu blog ...
Ao visitar o seu, percebi a sorte que tive .. Acabo de conhecer um grande escritos !

Te desejo toda sorte do mundo !

Bjús,
Thaís Fravoline

Anónimo disse...

Acho que pensas demais.... e queres muitos significados! Faz sentido viver... vives para ti, vives para mim (em tantas alturas me acompanhaste) vives para quem gostas, para quem não gostas. Vives para rir e passar tão bons bocados, vives para chorar e não encontrar sentido! Vives! E é uma graça viver com saúde ...sobretudo é uma graça viver para poder dar! E DAR faz mto sentido!
Gostei de muitos sentidos que deste à tua vida e que de alguma forma mexeu na minha!
Pode parecer pindérico e sem sentido (!) o meu comentário mas VIVER faz sentido e até me arrepia que penses em procurar um "especial" sentido!
Por isso não queiras nada de muito complicado! Vive e deixa-te cá estar a viver que eu acho que a tua vida tem muito SENTIDO!!!!

Beijos

Pedrinho disse...

Thais, muito obrigado pela simpatia nas tuas palavras. Até fiquei sem reacção...pq não me considero um escritor...e muito menos um "grande escritor". Apenas quero "conversar" um pouco com vcs...os meus amigos, conhecidos, desconhecidos, etc.

Thais, eu continuo a frequentar o teu blog. Gostei mto das últimas fotos sobre a reportagem da Rede Record.

Mais uma vez mtos parabéns pelo prémio! Neste momento deves estar a viver um grande sonho, não é?

Volta mais vezes ao meu blog, ok? Será tb um prazer encontrar-te nestas minhas areias

Bjos

Pedro

Pedrinho disse...

Anónimo, coloca o teu nome no final do texto...para eu saber quem és!

Pelos vistos já me conheces...mas infelizmente não sei quem escreve este texto tão bonito.
Fiquei curioso!

Pedro

Anónimo disse...

Só depois dei conta que não tinha assinado! Mas achei que chegavas lá com o "pindérico"! Já vivemos juntos.... fez parte do sentido das nossas vidas!!!

Beijos
Inês
;)

Pedrinho disse...

Inês

Muito obrigado pelo teu comentário. Adorei mesmo! Muito bonito, muito sensível...e de uma amiga. É verdade mesmo...foram especiais os nossos nove meses de convivência em Itália.

Realmente o "pindérico" identifica-te logo!! Esta minha cabeça!!...mas acredita que pensei em ti e na Madalena. Tinha quase a certeza que era uma de vcs.

Um grande bjo...e falamos antes do Natal.

Pedro